COMO TRABALHA UM EMPREENDEDOR DA INDÚSTRIA 4.0

Hoje vou contar como trabalha um profissional que está à frente da Quarta Revolução Industrial.

Lembro perfeitamente até hoje do dia em que o Wellington – hoje, meu marido – chegou para mim e contou do seu plano de ir para a França em busca de uma licença de Realidade Aumentada para trazer ao Brasil.

Na época namorávamos e, enquanto nossos casais de amigos estavam planejando a festa de casamento, nós estávamos financiando nosso carro e comprando passagens no máximo de vezes possíveis para conseguir ir até Paris. E conseguimos!

Poderia parecer loucura na época – e, de fato, foi –, mas o Wellington mostrou ter, em 2011, uma característica fundamental para o empreendedor da Indústria 4.0: A VISÃO DE NEGÓCIO.

Há 6 anos, pouco se sabia sobre Realidade Aumentada no País. Logo, poucas empresas trabalhavam com a tecnologia que permitia integrar o mundo virtual ao real. Mas, mesmo sem saber como aplicaríamos a ferramenta no Brasil, Wellington enxergou o potencial de trabalharmos com ela por aqui.

Isso deveu-se, também, à sua formação profissional em Sistemas da Informação, na PUC-PR, em Curitiba. Ter visão técnica sobre determinado assunto facilita, e muito, na hora de enxergar possibilidades para se trabalhar com ele.

Começamos, então, arriscando com a área da Educação, pois a Realidade Aumentada e a Realidade Virtual tinha bastante aplicabilidade no nicho. Observamos que as escolas careciam de tecnologias disruptivas e, então, criamos, em 2013, a Eruga, que trabalha com a tecnologia com foco na educação básica e treinamentos imersivos.

Nossa ideia de negócio deu certo. Em pouco tempo, conquistamos clientes e começamos a ver a nossa tecnologia fazendo parte do dia a dia e da educação de alunos por todo o País. Percebemos, após alguns anos de atuação, no entanto, que a ferramenta que possuíamos poderia ser utilizada em outros setores.

E foi aí que tivemos que trabalhar com outra característica fundamental do novo empreendedor: A FLEXIBILIDADE.

Estávamos acostumados com um tipo de cliente, serviço e mercado. Mas a Realidade Aumentada tinha potencial de ser trabalhada em outros nichos, especialmente na Indústria, e tivemos que promover uma disruptura interna para mudar as nossas ideias, costumes e atuação.

Se você não é flexível, não consegue acompanhar as tendências do mercado e isso é um erro gigante para quem quer empreender. A Indústria 4.0 estava aí e, se quiséssemos fazer parte da Revolução e ser uns dos primeiros a trabalhar com o tema no Brasil, precisávamos ser flexíveis.

Por sorte, fomos! E resolvemos criar a GoEpik, que iniciou os seus serviços em janeiro de 2017, apresentando ao mercado uma plataforma de Realidade Aumentada capaz de automatizar e digitalizar todos os processos da cadeia de produção do chão de fábrica.

Para criá-la, no entanto, precisamos ouvir a indústria para conhecer suas necessidades. Nesse momento, as habilidades de se comunicar bem e ter senso crítico são fundamentais. Afinal, você será o único responsável por encontrar as pessoas-chave para obter informações relevantes para desenvolver o seu negócio.

Tem atitudes que nunca perdem o valor no mundo corporativo e saber manter esse bom relacionamento também é essencial na hora de conquistar os seus clientes. Hoje, atendemos a empresas como Renault, Natura, Bosch e Porto Seguro e tudo isso deve-se ao nosso perfil colaborativo, de mostrar que queremos – e fazemos! – parte do desenvolvimento de seus negócios.

Mas não é porque já conquistamos clientes importantes do mercado que iremos parar. O empreendedor da Indústria 4.0 nunca deve parar de aprender, e sim manter-se atualizado às tendências de mercado para buscar novas oportunidades de atuação e inovação. Nosso mundo está em constante transformação e não queremos deixar de fazer parte disso. É por isso que nosso slogan é GoEpik ou Go Home.

Priscila Moscon, CEO da Eruga e GoEpik
Sobre a Autora

Priscila Moscon é CEO e cofundador da Eruga, startup brasileira de Realidade Virtual para a Educação.

É uma empreendedora apaixonada por tecnologia. Soma 6 anos de experiência em startups de Realidade Aumentada e Virtual. Também é CEO e Co-fundadora de uma "startup" chamada Rafael, de 2 aninhos.

  • Quer fazer parte da transformação digital da indústria 4.0?

    A próxima revolução industrial passa pela GoEpik. Preencha o formulário e peça uma demonstração

  • Mais informações?

    E-mail:
    goepik@goepik.com.br
    Telefones:
    (41) 99132-0037 ou (41) 3209-5524
    Endereços:
    São Paulo: Av. Paulista, 1374 - Bela Vista (WeWork Paulista) | Curitiba: Rua Comendador Franco, 1341 - Jardim Botânico (Centro de Inovação - SENAI C2i)