O QUE É A INDÚSTRIA 4.0 E O QUE A GOEPIK FAZ PELAS EMPRESAS

Eu sempre fui ávido por tecnologia. Formado em Sistemas da Informação pela PUCPR, um dos temas que sempre me interessou, desde a época da faculdade, é o meio digital e suas transformações.

Por isso, quando me deparei, em meio a estudos e pesquisas de mercado, com o termo Indústria 4.0, sabia que deveria fazer parte dessa Revolução – caso contrário, toda carreira que eu havia construído estava fadada a continuar na mesmice, bem como as empresas que viriam a serem meus clientes.

Indústria 4.0 é a Quarta Revolução Industrial. O conceito, desenvolvido na Alemanha em 2011, consiste na introdução de tecnologias digitais em processos industriais. Tem como princípio básico conectar máquinas, sistemas, produtos e pessoas, criando redes inteligentes em toda cadeia de valor e automatizando a linha de produção.

Ou seja: a Indústria 4.0 vem com o intuito de transformar as empresas e como operam atualmente em fábricas inteligentes, que possuem autonomia de comandar todos os processos da cadeia de produção por meio de sistemas cyber-físicos e dispositivos interconectados, que conversam entre si e com os humanos em tempo real.

Todos os processos da fábrica inteligente são integrados. Do fluxo de atividades diárias, passando por treinamentos, manutenções e mitigação de falhas nos processos: com a Indústria 4.0, tudo é monitorado e resolvido em tempo real, aumentando a produtividade e efetividade da empresa, diminuindo seus gastos com riscos e falhas e melhorando sua posição perante o mercado e seus consumidores.

OS PILARES DA INDÚSTRIA 4.0

  • Operação em tempo real
  • Virtualização
  • Descentralização
  • Orientação a serviços
  • Modularidade
  • Interoperabilidade

Vamos a o que cada um deles representa:

1 - OPERAÇÃO EM TEMPO REAL: a fábrica inteligente é capaz de coletar dados e trabalhar com essas informações de maneira instantânea, fazendo com que os responsáveis pela empresa tomem decisões muito mais assertivas e embasada em resultados reais e atualizados.

2 - VIRTUALIZAÇÃO: consiste em virtualizar o mundo físico, por meio de uma cópia virtual do chão de fábrica, com todos os processos, operadores e máquinas, permitindo que todo monitoramento e atuação sejam feitos de maneira remota.

3 - DESCENTRALIZAÇÃO: todos os procedimentos da linha de produção contêm informação sobre seu fluxo de trabalho, de modo que guiem seus operadores e também possibilitem a tomada de decisões de maneira remota.

4 - ORIENTAÇÃO A SERVIÇOS: softwares arquitetados com o conceito de Internet de Serviços.

5. MODULARIDADE: refere-se à produção de acordo com a demanda atual do mercado, que pode ser alterada diariamente por meio do sistema cyber-físico.

6. INTEROPERABILIDADE: capacidade dos sistemas cyber-físicos e reais conversarem e interagirem um com o outro por meio da internet.

PRINCIPAIS CONCEITOS E TECNOLOGIAS

Quando você ouvir falar em Indústria 4.0, provavelmente o termo estará acompanhado de algum dos seus principais conceitos e tecnologias. Também é importante conhecê-los para entender ainda mais como a Revolução impacta no jeito de ser e agir das novas indústrias. São eles:

  • Internet Das Coisas (IoT)
  • É uma rede de objetos físicos, ambientes, máquinas e outros itens utilizados no dia a dia, conectados por meio de dispositivos eletrônicos, como computadores e smartphones, que permitem a coleta e a troca de dados em tempo real. Esses sistemas são denominados Cyber-físicos (sistemas virtuais que controlam o mundo real) e são a base da Indústria 4.0.

  • Internet De Serviços
  • Consiste nas informações estratégicas advindas de dispositivos conectados à internet, que são compartilhadas com empresas para direcionarem suas linhas de produção e atuação no mercado.

  • Machine Learning
  • Método de análise de dados, que apresenta insights e informações importantes para a linha de produção em tempo real – uma espécie de manutenção preditiva.

  • Big Data
  • É um imenso volume de dados, estruturados ou não, que são gerados a cada segundo e impactam o dia a dia de um negócio. Seu diferencial perante as outras coletas está na oportunidade de cruzar esses dados por meio de diversas fontes em tempo real, para obter informações relevantes para a empresa e seu desenvolvimento.

  • Armazenamento em Nuvem
  • Possibilidade de acessar arquivos e informações e de executar diversas atividades de forma remota, desde que se possua uma conexão com internet: todos os dados ficam armazenados em uma rede e não mais em apenas um aparelho específico.

  • Realidade Virtual
  • É uma tecnologia de interface, que permite, por meio de um sistema virtual, que o ser humano imerja completamente em um ambiente simulado, interagindo ou não com os acontecimentos virtuais.

  • Realidade Aumentada
  • Permite a união entre o mundo virtual e físico. Por meio de um dispositivo, como smartphone, tablet ou um óculos de realidade aumentada, o ser humano consegue enxergar e interagir com elementos virtuais que estão inseridos à sua visão real.

O QUE A GOEPIK FAZ

Já deu para perceber que quando falamos de Indústria 4.0, estamos falando de algo que não está relacionado só com a maneira como as máquinas operam, mas também na transformação de toda uma cadeia de produção e na maneira como as pessoas se comportam e trabalham, não é mesmo?

Por isso, a transição da indústria é feita de forma gradativa e não repentina. Mas, apesar disso, o Brasil ainda está muito atrás de países dos Estados Unidos, Europa e da própria China quando falamos na nova Revolução Industrial.

Com o intuito de transformar o posicionamento do país e contribuir com o desenvolvimento da indústria brasileira, a GoEpik surgiu com a proposta de levar a realidade aumentada e a Indústria 4.0 para o chão de fábrica de forma rápida, autônoma e flexível.

Oferecemos para as empresas, por meio de nossa plataforma exclusiva no mercado, a oportunidade de utilizarem as tecnologias digitais para melhorarem sua linha de produção e todos os seus processos, aumentarem sua efetividade e diminuírem gastos com custos desnecessários.

Tudo isso em prol do desenvolvimento da organização e do país como um todo. Quem se recusar a enxergar e implementar os benefícios que a Indústria 4.0 traz, certamente estará fadado à mesmice e ao fim.

Wellington Moscon - CEO GoEpik
Sobre o Autor

Wellington Moscon é CEO e cofundador da GoEpik, startup brasileira de Realidade Aumentada da Indústria 4.0.

Está sempre em busca de novas oportunidades de atuação e inovação.

  • Quer fazer parte da transformação digital da indústria 4.0?

    A próxima revolução industrial passa pela GoEpik. Preencha o formulário e peça uma demonstração

  • Mais informações?

    E-mail:
    goepik@goepik.com.br
    Telefones:
    (41) 99132-0037 ou (41) 3209-5524
    Endereços:
    São Paulo: Av. Paulista, 1374 - Bela Vista (WeWork Paulista) | Curitiba: Rua Comendador Franco, 1341 - Jardim Botânico (Centro de Inovação - SENAI C2i)